Pesquisa Clínica

O que é?

Pesquisa clínica é um tipo de estudo de investigação que servem para testar os medicamentos e/ou procedimentos que ainda não estão disponíveis no mercado, a fim de se saber se são seguros e se podem ajudar as pessoas. As pesquisas clínicas são realizadas com pacientes que aceitam participar dos estudos voluntariamente, ou seja, por sua própria vontade. Seu objetivo é conhecer melhor as doenças, seus tratamentos e resultados. Elas são realizadas em várias fases consecutivas, dependendo da pesquisa, com pessoas sadias ou que já foram acometidas por alguma enfermidade, entre elas o câncer de mama.

Como participar?

Para participar de uma pesquisa clínica, a doença deve ser compatível com o estudo que será realizado. Em uma pesquisa clínica sobre câncer de mama, a mulher interessada em participar deverá preencher pré-requisitos como ter um determinado estágio e grau de câncer, pertencer a uma determinada faixa etária e não ter recebido nenhum tratamento (ou, em outros casos, já ter recebido algum tratamento específico). Essas características dependem da necessidade de cada pesquisa.

Benefícios

Participar de uma pesquisa clínica representa benefícios e riscos. Se você estiver considerando participar, é importante que esteja ciente de ambos. Entre os pontos positivos estão o fato de que você terá à disposição uma nova opção de tratamento, com a possibilidade de acesso a medicamentos atuais e inovadores que ainda não estão disponíveis no SUS ou nas farmácias. Além do medicamento, você terá direito a consultas programadas e monitoramento rigoroso de suas condições de saúde, sem custo algum durante o período do estudo. Além disso, os resultados de seu tratamento poderão ajudar a compreender o câncer de outras mulheres.

Riscos

Os pacientes interessados em serem os primeiros a utilizar medicamentos inovadores para tratar a doença ou aumentar o tempo e a qualidade de vida precisam estar também cientes dos riscos envolvidos. É preciso conhecer os efeitos adversos esperados e inesperados que podem ocorrer e compará-los aos efeitos colaterais dos tratamentos tradicionais, como a quimioterapia. Por isso é importante conversar com o seu médico para avaliar se a pesquisa é a melhor opção para você. Caso hajam efeitos adversos durante a pesquisa, eles serão registrados e tratados imediatamente. O tratamento pode ser interrompido para posterior retomada ou pode ser suspenso permanente. É bom lembrar que cada vez mais os laboratórios procuram desenvolver medicamentos menos agressivos e com efeitos colaterais reduzidos. No entanto você precisa estar preparada para esse tipo de situação. Outro risco possível de se participar de pesquisas clínicas é que o tratamento estudado não apresente a eficácia esperada. No entanto, você e seu médico podem decidir interromper a participação na pesquisa a qualquer momento, caso avaliem que isso não está sendo benéfico para você. Outros pontos a serem considerados são o de que você não decide qual o tipo de tratamento vai receber, podem ser necessários deslocamentos frequentes à instituição responsável pelo estudo e pode ser solicitada a realização de muitos exames, o que faz parte do acompanhamento rigoroso que você vai receber ao participar da pesquisa.

Apesar dos riscos envolvidos, é raro não haverem benefícios para os pacientes que se dispõem a participar de pesquisas clínicas. Os protocolos de pesquisa precisam cumprir regras rigorosas de ética previstas pela FDA (Food and Drug Administration) ou pela CONEP (Comissão Nacional de Ética em Pesquisa Clínica) e oferecem ou o tratamento padrão para o controle da doença, ou o tratamento com a medicação inovadora que está sendo testada. Além disso, você e seu médico podem decidir interromper a participação a qualquer momento, sem perder o direito de retornar ao tratamento habitual caso isso se mostre mais eficiente para você.

Lembre-se

Participar de uma pesquisa clínica é uma escolha pessoal. Ninguém pode forçá-la a participar. Seu médico pode sugerir que você participe. Neste caso, pergunte a ele por que isto poderá lhe ajudar e o que você deve esperar que aconteça durante a pesquisa. Esclareça todas as suas dúvidas a respeito.

Caso você decida por participar da pesquisa, você assinará um documento que deverá conter claramente todas as informações que devem ser esclarecidas sobre sua participação. Leia com atenção as informações antes de participar e tire suas dúvidas. Você deve se sentir confortável com esta decisão.

Aliança Pesquisa Clínica Brasil

A Femama integra a Aliança Pesquisa Clínica Brasil, uma organização não governamental que tem como objetivo principal regulamentar a Pesquisa Clínica no país, e buscar um processo de aprovação menos burocrático tanto para a pesquisa como para a produção de medicamentos. Saiba mais.

 

Fonte: http://www.batalhadoras.org.br/artigo/68/pesquisa-clinica#.VGPA3HWi-lE